20/05/2015

MARKETING OLFATIVO: CHEIRINHO DE LOJA


Você já notou que algumas lojas possuem um cheirinho gostoso e até o que compramos fica durante muito tempo exalando aquele aroma?

Em busca de um diferencial a mais muitas marcas adotam esta estratégia de marketing para atrair os consumidores e prolongar sua permanência no ponto de venda. Isto porque se descobriu que a memória olfativa é muito poderosa e evoca lembranças e sentimentos guardadas no fundo do nosso baú de emoções.
Mas não é tarefa muito fácil para os gestores escolher um aroma para a loja. De acordo com o público-alvo e posicionamento da marca, as empresas especializadas em Marketing Olfativo desenvolvem essências específicas que se comunicam rapidamente com os consumidores e criam o que se chama de "logolf" ou logomarca olfativa. Essas essências acabam se tornando objeto de desejo de muitos consumidores e algumas marcas optam por criar produtos como aromatizadores de ambientes, sabonetes, perfumes, água para passar roupa em forma de spray, tudo em nome da fidelização do cliente.

A americana A&F desenvolveu um aroma de rosas e laranja para sua loja em NYC. O resultado? seus milhares de clientes desejavam comprar mas não era comercializado. Em uma ação rápida a marca colocou a venda o tal aroma e milhares de dólares engordaram o cofrinho da marca.

A Osklen é outra marca que tem um logolf inconfundível e já é comercializado. Chama-se Vento e a base é cheiro verde leve e super refrescante. A Le Lis Blanc adotou notas de alecrim e perfuma a loja e os ambientes de seus fiéis consumidores. A francesa Colette há muito investe em produtos com seus aromas de figueira desde que percebeu que mais do que vender, o importante é criar uma experiência. E o pessoal do varejo sabe o que isto significa: trabalhar a emoção pelo viés dos cinco sentidos do consumidor.
          



Mas se você acha que incluir um aroma na loja custa caro, a resposta é: tem para todo orçamento. Existem aparelhos programados automaticamente para distribuir a essência em lojas de tamanhos reduzidos, outros liberam o aroma pelo sistema do ar-condicionado central indicado para lojas maiores e um recurso bastante econômico é colocar bolinhas de polímero encharcadas com o aroma fixadas nos pontos de iluminação, que com o calor acabam liberando o perfume.

Mas cuidado para não exagerar na dose. Lembre-se dos alérgicos, dos que podem não gostar do cheiro e deixar o ambiente, dos que podem associa-lo a um evento negativo. Aromatizar uma loja equivale a mesma fórmula que adotamos quando colocamos perfume em nós mesmos: sutil e discreto, mas todos percebem que estamos perfumados.

O mais importante é que ao escolher o cheirinho de sua loja, este remeta a lembranças boas, como limpeza, alegria, sofisticação, ar livre, montanha etc. dependo do seu público e o que a loja comercializa. Imagina uma essência de rosas que automaticamente lembra o feminino, colocada em sua loja masculina? Esquisito, não?

Aqui vão algumas dicas para começar a escolher seu aroma:


  • Ambientes para jovens: notas cítricas, amadeiradas, florais e herbais (sândalo, laranja e lavanda)
  • Moda feminina sofisticada: alecrim
  • Lingerie: essências de rosas
  • Ambientes masculinos: cedro, amadeirados, gerânio
  • Infantis: aromas cítricos (laranja, limão e morango)
  • Moda praia: notas cítricas, florais e herbais, lembrando o clima tropical.

                                  http://tinyurl.com/kolekbw
0'/>