27/05/2015

TENDÊNCIA NO VAEJO: LOJAS SEM VITRINE

ONDV_Foto_Artigo_Luis_1214_10 corso como
10 Corso Como- Milão
A vitrine é considerada a responsável por 85% das vendas da loja. Ela tem a missão de passar ao consumidor uma mensagem clara e objetiva sobre a imagem e posicionamento da marca, além de apresentar os produtos disponíveis, é portanto o principal elemento da fachada. Ambientar uma vitrine exige cuidados e regrinhas básicas para que o objetivo seja alcançado. Mas por que lojas sem vitrines estão caindo no gosto de alguns varejistas?
Marcas bem posicionadas como a 10 Corso Como em Milão há muito adotam este padrão de arquitetura por considerar sua loja como uma fonte inesgotável de descobertas e o mistério sobre o que a marca vende precisa ser desvendado percorrendo seu interior. O mesmo acontece com a Abercrombie & Fitch sempre com suas vitrines totalmente cobertas. O que acontece lá dentro? Só entrando para saber.

A&F - LA, Califórnia 
Por aqui algumas marcas famosas e bem posicionadas começaram a adotar o formato de loja aberta sem vitrines comum no segmento popular.  Mas é preciso cuidados especiais quando se pensa neste tipo de  arquitetura. O primeiro deles é o Visual Merchandising que deve ser planejado para causar um forte impacto no consumidor com arrumação e distribuição dos produtos de forma atraente e organizada, facilitando a compreensão do consumidor moderno que se apresenta cada vez mais autônomo em sua decisão de compra.

Chilli Beans

Havaianas
O segundo item igualmente importante é a equipe de vendas que deve receber o treinamento adequado para informar e apresentar os produtos quando solicitada uma consultoria e principalmente permitir a liberdade do consumidor para circular livremente e escolher o que lhe atrair. Ao permitir que o consumidor toque nos produtos e os experimente, dúvidas poderão surgir sobre qual modelo comprar, aumentando as chances de levar mais de um aumentando o ticket médio da loja.

Nos dois casos citados é preciso um rigoroso planejamento do marketing da marca. No primeiro informar e construir uma imagem através de todos os canais de comunicação, levando o consumidor até à loja. No segundo, construir uma atmosfera encantadora provocando estímulos sensorias que levem à percepção de qualidade e valor.

Gostou desta tendência? A vitrine para você ainda é o item mais importante da loja?
Dê sua opinião.

Créditos:
Imagens:
http://tinyurl.com/lrezy3q                  http://tinyurl.com/ld3gnfj
http://tinyurl.com/ly3v45d                 http://tinyurl.com/k26suea

0'/>