ESQUEMA VIBGYOR: AS CORES DO ARCO-ÍRIS


Imagem da Loja Havaianas em Lisboa
Loja Havaianas- Lisboa


Organizar a exposição dos produtos não é tarefa muito fácil. São muitos segredinhos que precisamos descobrir para que o resultado alcance seu objetivo: chamar a atenção do consumidor. E quando temos à nossa disposição uma variedade de cores para expor, o que fazer? Todos conhecemos o Círculo Cromático e os esquemas mais conhecidos (cores análogas, opostas, complementares etc.). Ao escolhermos um destes esquemas e planejarmos a exposição estamos no caminho certo. Mas, e este esquema conhecido como VIBGYOR, você conhece?


Simples: é um esquema baseado na sequência das sete cores do arco-íris e em termos de harmonia é imbatível. O olhar descansa e percorre todo espaço sem conflitos. A origem do nome?


V=  violeta (violet)    I= indigo    B= azul (blue)    Y=  amarelo (yellow)    O= laranja (orange)      R= vermelho (red)


Quem primeiro pesquisou sobre como surgiam estas cores foi Isaac Newton ao perceber que quando a luz do sol passava por um prisma surgiam as sete cores decompostas e quando recombinadas em um segundo prisma, reproduziam a luz branca. Anos se passaram e muitos estudos sobre as cores foram publicados considerando seus efeitos psicológicos e significados simbólicos. 


Na imagem acima vemos a Loja Havaianas em Lisboa e como este esquema é utilizado, considerando a infinidade de cores dos seus produtos, como também foi utilizado no design do balcão. Outra loja que utilizou o esquema VIBGYOR foi a FARM. Usando apenas post-it criou este efeito lindo.


Imagem da loja Farm-Rio-esquema Vibgyor
Farm-Rio: esquema VIBGYOR



E se o nosso assunto são as cores do arco-íris, vamos falar um pouco sobre cada uma delas?

1. Violeta


Simbolicamente está associada à fé, paciência, sonhos e mistérios. Violeta está ainda associada à igreja; para os cristãos católicos é a cor da Paixão, da Sexta-Feira Santa, usada no vestuário clerical de acordo com a hierarquia.


Imagem de loja em tom violeta
Dalu Store- Santiago


Por ser uma cor difícil de reproduzir, em épocas passadas era símbolo da realeza e da nobreza. A ametista passou a simbolizar a cor e no Egito Antigo os faraós se enfeitavam com esta pedra como símbolo de status; já os gregos atribuíam à ametista o poder de neutralizar os efeitos da bebida.


Comercialmente, violeta não é recomendada em grandes áreas de vendas, pois muitos afirmam que ela provoca sensação de tristeza, introspecção. Se esta for a cor dominante, deve ser aliada a uma cor mais vibrante, como o laranja, sua complementar. Ao lado do amarelo, o efeito também é o mesmo.


2. Indigo


Fica entre o violeta e o azul. Recebe este nome devido à semelhança com a tonalidade obtida a partir da fermentação das folhas de espécies chamadas anileiras, como a indigofera, cultivadas principalmente no sul da Ásia. O corante natural obtido é comercializado em forma de pequenos blocos como pedras de giz.

 

 A cor se tornou popular quando passou a tingir, já em forma sintética, o "denin", tecido resistente utilizado para fabricação de roupas de trabalhadores americanos mais tarde adotando o nome "Blue jeans".

 

A substituição do corante natural pelo sintético, fez despencar a produção, restringindo-se  por vários anos a tingimento de  produtos artesanais. Recentemente a indústria da moda, assumindo compromisso com a sustentabilidade, retoma o interesse por tingimentos naturais e o índigo em sua forma original volta a despertar interesse.


O índigo assim como o azul possui propriedade calmante e relaxante, atua no sistema nervoso central, trazendo calma e paz para a mente. Faz parte da tríade das cores frias (azul, índigo e violeta), é a cor da dignidade, da intuição, da sabedoria e da concentração.

 

A cor complementar do Azul Índigo é o laranja, que entra para dar uma animada na exposição dos produtos. Na imagem abaixo o índigo foi a cor dominante, aliada ao preto e branco, bem ao estilo luxuoso da Chanel.

 

Imagem da Pop Up Store Chanel na Colette em Paris
Chanel- Pop Up Colette- Paris


 3. Azul


AZUL faz parte da tríade das cores primárias, das cores puras que não se originam de misturas. Azul é uma cor profunda, que leva o nosso olhar ao infinito sem obstáculos, dando lugar aos sonhos, a fantasia, permitindo que a lógica do pensamento consciente abra espaço para o inconsciente. 


É a cor que os budistas tibetanos interpretam como a cor da sabedoria transcendental e os egípcios antigos consideravam como a cor da verdade. É a cor da nobreza, daí a expressão "sangue azul".Mas nem tudo que é azul tem efeito benéficos: em excesso pode provocar melancolia, tristeza.


Imagem de loja em cor azul
Miu Miu


4. Verde


A cor é formada pela mistura do azul e amarelo sendo assim uma cor secundária. Cor calma e representa segurança, coragem saúde, esperança. Verde é a cor da natureza, das matas e florestas. Cor do jade que os chineses acreditavam possuir poder curativo para doenças renais. Cor da esmeralda, que os egípcios antigos colocavam em lugar do coração retirado do corpo do faraó morto.


Verde produz sensação de frescor e energia, e o público infantil associa o verde exatamente a isto: energia e vigor. Por ser a cor que nos semáforos representa passagem livre e isto já está em nosso mapa mental, é sempre bom dosar seu uso em exposições muito extensas, e não custa dar uma pitada de vermelho, sua complementar, que nos diz: pare!


Imagem de vitrine em cor verde


A psicologia das cores estuda as emoções e sensações que elas provocam assim na arquitetura o verde no teto é protetor, nas paredes passividade e calma, no piso evocam a natureza e relaxamento.


5. Amarelo

Imagem de loja em cor amarela
Bold Store


Amarelo é a cor da energia e da luz do sol, por isto é a mais visível à distância entre todas as cores. Combinada com o preto, é excelente na publicidade e comunicação.

Amarelo é cor primária e sua complementar é o violeta. Possui a qualidade de expansão, tornando aparentemente maior um objeto em seu tamanho real. É a cor do ouro, do topázio e do fruto maduro. Ativa o intelecto e a concentração nos detalhes por isto muito utilizada em áreas de estudo e trabalho.

 

Estimulante do apetite, utilizada especialmente nas redes de "fast foods", juntamente com o vermelho. Já reparou que nestas redes há a predominância destas cores? Come-se mais e mais rápido!


Em vitrines, o amarelo usado no teto ilumina e estimula, nas paredes em excesso pode causar irritação por ser uma cor quente e no piso alegra e diverte.

 

6. Laranja


Imagem de vitrine em cor laranja
Vitrine Balanciaga- cor laranja


A cor laranja significa alegria, vitalidade, prosperidade e sucesso. É uma cor quente resultado da misturas das cores primárias vermelho e amarelo. Está associada à criatividade, pois o seu uso desperta a mente e auxilia no processo de assimilação de novas ideias.


Energia, entusiasmo, comunicação e espontaneidade são palavras chave associadas ao laranja. Lembra verão, calor, diversão, liberdade e atitudes positivas.

Muito comum o uso de tons pastel pastel de laranja, como pêssego ou versões mais profundas, como terracota. 


7. Vermelho


Imagem de loja em cor vermelha
Chanel


Vermelho é excelente para capturar a atenção dos clientes; isto porque  o significado da cor vermelha está associado a  entusiasmo, paixão, perigo, energia e ação, por isso é muito utilizada nas redes de fast food, às vezes ao lado do amarelo.

Faz parte das cores primárias, e sua complementar é o verde. Do vermelho deriva-se o rosa com adição de branco, remetendo ao feminino, à delicadeza ao romantismo.


Quer saber mais sobre cores para lojas? Leia aqui!



Créditos das imagens:

http://www.lendomais.com.br/wp-content/uploads/2011/10/Havaianas.2.jpghttps://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/33/06/b2/3306b2476a9f34a2b542dcb5f7c1039b.jpg

Nenhum comentário:



Topo