O QUE É VISUAL MERCHANDISING ?


Imagem da Loja Osklen Barra Shopping Rio
Visual Merchandising Loja OSKLEN- Barra Shopping -Rio

Inserido nas estratégias de Marketing de Varejo, Visual Merchandising ganhou relevância na última década, face ao crescimento vertiginoso do comércio eletrônico - e-commerce- e esta concorrência tem levado os varejistas a criarem ambientes cada vez mais agradáveis e personalizados para atrair e conquistar consumidores. Mas o que é Visual Merchandising? Quais são as suas funções? Qual a sua importância? É o que veremos neste artigo.


Conceito


Em uma definição clássica, Visual Merchandising é um conjunto de técnicas utilizadas para animar a apresentação dos produtos a fim de atrair o olhar do consumidor e induzi-lo à compra. Esta definição entretanto, limita-se apenas a apresentação artística dos produtos.

Porém Blessa (2009) vai além e define Visual Merchandising como: 

"Técnica de trabalhar o ambiente do ponto-de-venda criando identidade e personificando decorativamente todos os equipamentos que circundam os produtos. O Merchandising Visual usa o design, a arquitetura e a decoração para aclimatar, motivar e induzir os consumidores à compra."

Observa-se neste conceito o Visual Merchandising como vetor de comunicação da identidade da marca, na medida em que ao elaborar a apresentação dos produtos, considera-se o DNA da marca e seu público-alvo, para que haja uma interação, uma linguagem única entre a marca, a loja e os consumidores. 


Podemos então resumir as principais funções do Visual Merchandising:


  1. atrair
  2. seduzir
  3. estimular a compra
  4. comunicar a identidade da marca

Imagem da Loja Farm em Fortaleza
Visual Merchandising- Loja FARM- Fortaleza


Princípios do Visual Merchandising


As grandes marcas de moda possuem em seu departamento de marketing, profissionais que respondem pelo VM da(s) loja(s). Eles estão ligados também ao setor de fornecimento dos produtos, já que iniciam seus projetos baseados no que as lojas vão expor em determinada estação ou seja, acompanham as equipes de criação e desenvolvimento de coleções para definir os equipamentos que serão utilizados, alinhados com o tema da proposto pela marca.


Mas nem sempre o varejista, seja ele de moda ou não (VM se aplica em todo tipo de varejo) suporta manter em seu quadro de colaboradores um profissional exclusivo. Recorre-se então à empresas ou  a um  freelancer, ou até mesmo treinam algum funcionário para executar a função. 


Para tanto é importante considerar os seguintes princípios:

  1. zoneamento do espaço: definir onde as categorias de produtos serão apresentadas. Normalmente agrupa-se por temas, cores, estilos e materiais. Isto torna mais fácil para o consumidor entender o que a loja oferece.
  2. visibilidade das categorias de produtos: dependendo do espaço disponível, determina-se quais produtos terão mais visibilidade. São aqueles que trazem maior rentabilidade. Eles são expostos em locais estratégicos, para que sejam percebidos.
  3. exposição coordenada: trata-se aqui de ambientar a loja de forma que ela traduza uma única linguagem. Ou seja, que ela tenha uma harmonia entre as exposições e a decoração do ambiente. 

Visual Merchandiser: é o nome que se dá ao profissional de VM


Existe um fator importante para que o trabalho responda positivamente: o conhecimento do público-alvo da marca (ou loja). Todo varejista precisa conhecer a fundo o seu consumidor. É para ele que todas as decisões são tomadas. Quando isto acontece a margem de erro é quase nula. Existe um princípio no marketing que traduz muito bem o que queremos dizer: 

 

"Tente agradar a todo mundo e você não vai agradar a ninguém"


Imagem da Loja Cacau Show em Jundiaí-São Paulo
Visual Merchandising Loja CACAU SHOW- Jundiaí-SP


Vitrinismo x Visual Merchandising


A vitrina é o cartão de visitas da loja e tem a missão de informar o que o consumidor encontrará no ambiente de vendas. Deve criar desejo, seduzir, atrair. E mais que isto, é a vitrina quem "comanda" o VM da loja. 


Os vitrinistas estão ligados à cenografia, à ambientação do espaço, utilizando diversos recursos para desenvolver um tema. Muitos possuem habilidades para trabalhar o ambiente interno. Conhecem princípios de merchandising, e sabem como melhor posicionar os produtos para que se tornem vistos e desejados, gerando lucros para a loja.


Mas é sempre bom lembrar que a profissão de vitrinista é exercida por profissionais que tem formação específica na área. Conhecem técnicas de iluminação, cartela de cores, posicionamento dos manequins e produtos, enfim, o que não faltam são regras básicas para montar uma boa vitrina. Além é claro de uma dose extra de criatividade.


Da mesma forma existe a formação específica em VM, onde são estudados outros temas envolvendo o design, posicionamento estratégico dos displays, circulação, técnicas para exposição dos produtos etc.

 

Importância do Visual Merchandising no varejo atual


O varejo evoluiu desde seus primórdios, quando o comércio era apenas uma forma de troca de produtos (escambo). Com o surgimento das lojas, a concorrência aumentou e chegamos ao nosso tempo em que a comunicação via internet, unificou o mundo e sempre estamos a poucos segundos de obter a informação que precisamos.


Para se destacar da concorrência é que procura-se cada vez mais utilizar novos recursos nos ambientes e várias vertentes de marketing vão surgindo para conectar as marcas com seu consumidor. Hoje já não se fala em vender e agradecer ao cliente pela compra. O varejo moderno gira em torno da experiência do consumidor em seu momento de compra. E esta tem que a melhor possível. É esta experiência positiva que vai gerar a fidelidade tão desejada pelos varejistas.


E o VM consegue oferecer esta experiência, quando utiliza todas as ferramentas necessárias para encantar o consumidor.


Neste artigo, procuramos apresentar os conceitos, princípios e funções do Visual Merchandising, e sua importância para o varejo moderno, que precisa se reinventar sempre para acompanhar as tendências que o próprio mercado exige. 


 Sai na frente quem ousa, quem "pensa fora da caixa", quem dá um passo à frente e faz a diferença. Isto o VM faz muito bem!


Imagem da Loja Riachuelo em Ipanema- Rio
Visual Merchandising-Loja RIACHUELO- Ipanema-Rio


Créditos das Imagens:

https://adoro.farmrio.com.br/mundo-farm/farm-em-fortaleza/

http://www.abest.com.br/abest/noticias/osklen-debuts-its-new-store-concept-3747?lang=pt#ad-image-0

http://bgeh.com.br/cacau-show-inaugura-mega-store-no-jundiaishopping/

http://www.faldesign.com.br/blog/portfolio_page/riachuelo-ipanema/

 

Fonte da citação: Blessa, Regina. Merchandising no Ponto de Venda - Ed. Atlas- 2ª Ed

Nenhum comentário:



Topo